Como Escolher um Tema para TCC na Área de TI

Você está terminando a faculdade? Já está ansioso para sentir aquele alívio que vem com a formatura?

Eu sei no que você está pensando…

Ficar livre nos horários das aulas para fazer outra coisa. Ter o diploma universitário em mãos e aproveitar as oportunidades de trabalho que ele te dá. Ou emendar um curso para se especializar naquela área que você mais gosta.

Mas antes, você precisa escrever e apresentar o Trabalho de Conclusão do Curso.

O famoso TCC.

É hora de resistir ao impulso de abandonar tudo e se jogar no mercado de trabalho com uma estranha menção no currículo: “Curso Superior em Ciência da Computação (TCC pendente)”.

Acredite, eu já vi isso…

Por isso, não se engane. Se você não fizer o TCC agora, não fará nunca. E se não fizer, não terá o diploma.

Depois de algum tempo, a universidade vai cancelar sua matrícula e você só poderá voltar e concluir o curso se cumprir um monte de requisitos.

Por isso, é melhor ter foco essa etapa tão importante agora.

Então, por onde começar?

O primeiro passo é a escolha do tema.

Por isso, nesse post você vai conhecer 7 dicas que te farão acertar em cheio nessa escolha.

Mas antes, entenda a importância de escolher um tema relevante.

Por que a escolha do tema para o TCC é tão importante?

Você já está no final do curso. Lá no início, anos atrás, você venceu a inércia e se matriculou na faculdade.

Já assistiu a todas (ou quase todas) as aulas, talvez até tendo que conciliar os horários com o trabalho. Já passou por um monte de provas e pelo estágio.

Você já concluiu tantas etapas… Então, por que complicar agora?

No filme Uma mente brilhante, baseado em uma história real, o matemático John Nash passa meses procurando uma ideia original para sua tese no curso de matemática da Universidade de Princeton.

Enquanto seus amigos desenvolvem seus trabalhos em ritmo normal e parecem tranquilos, Nash está sempre tenso por conta da falta de inspiração.

Eventualmente, ele tem o seu “momento Eureka!” e começa a trabalhar no tema que, quase meio século depois, lhe renderia o Prêmio Nobel de Economia.

É claro que você pode pensar em um tema que vai render um grande reconhecimento no futuro, mas há um problema com essa atitude:

Vale a pena correr o risco de perder o prazo de entrega, para tentar fazer o seu primeiro trabalho acadêmico ser uma das coisas mais extraordinárias da sua vida?

Eu creio que não…

Então, como você já deve imaginar, o meu conselho é muito simples:

Não perca seu tempo procurando o tema perfeito.

Isso também não significa que você deve ignorar o tema do seu trabalho e escrever sobre qualquer coisa, só para se livrar dele.

Não crie um trabalho superficial, que não introduza nada de novo, ou que já tenha sido apresentado centenas de vezes.

Por exemplo: “Desenvolvimento de um sistema Web com HTML e JavaScript”.

Se você fizer isso, a banca examinadora pode achar que o seu trabalho não traz nenhum elemento inovador e te dar uma nota menor.

Também nem pense em procurar (ou pior, comprar) um TCC pronto! Além de ser ilegal, isso seria facilmente descoberto. Você seria reprovado e poderia ser expulso da faculdade.

Ok, é fácil falar em ficar longe dos extremos. Mas, na prática, você passa horas pensando em dezenas de temas e acha que nenhum deles é bom o suficiente, não é?

Como sair dessa situação?

O que eu quero é te ajudar a decidir, não criar mais dúvidas na sua cabeça.

E como eu sou da área de exatas, o que funciona melhor é usar critérios objetivos para chegar a um resultado.

Portanto, a boa notícia é que você já tem todas as informações que precisa para definir o tema do seu TCC. Só não ligou os pontos ainda.

Mas com essas 7 dicas, você vai achar o caminho. Leia todas elas antes de aplicar alguma, porque elas fazem mais sentido quando usadas juntas.

1. Faça a delimitação do tema do seu TCC

Com certeza essa é a primeira dica que você vai encontrar em todos os posts sobre elaboração de TCC na internet. E não é à toa…

Não é possível começar a pesquisar e escrever seu trabalho sem delimitar o assunto.

Vou explicar melhor…

Imagine que você pesquisou no Google por “temas para TCC na área de informática” e encontrou uma lista com as seguintes sugestões, entre outras:

  • Bancos de Dados
  • Segurança da Informação
  • Blockchain

Todos esses são assuntos muito relevantes da área de TI.

No entanto, mesmo optando por um deles, o seu problema continua existindo.

Qual aspecto específico do assunto escolhido você vai tratar?

Dentro do assunto Bancos de Dados, por exemplo, você pode escolher abordar algum aspecto prático, como estratégias de particionamento de tabelas para um determinado caso de uso.

Ou ainda, produzir um trabalho 100% teórico sobre as vantagens e desvantagens dos bancos de dados relacionais em relação aos bancos de dados NoSQL.

Você pode até combinar os três assuntos acima, tratando de “Riscos à Integridade da Informação Usando Blockchain como Substituto a um Banco de Dados Centralizado”.

Por outro lado, caso seu tema seja específico demais, pode ser que ele não demonstre valor. Quer ver um exemplo?

As vantagens do uso da chave ( { ) na mesma linha da declaração de função em C que ela inicia”.

Imagine escrever 50 páginas para explicar isso!

Ainda que você consiga essa façanha, o trabalho não trará nenhum benefício prático e a apresentação vai durar 3 minutos.

Então, se não pode ser genérico demais e nem específico demais, qual é o segredo?

Veja na seção a seguir como delimitar o seu tema de acordo com o tempo que você tem para entregar o trabalho.

2. Ajuste o tema do TCC ao prazo que você tem

Fazer um trabalho que explore um assunto a fundo pode levar muito tempo.

E na realidade, você vai ter um prazo para a entrega do TCC.

Então, como ajustar o seu tema ao tempo disponível?

Aplicando uma regra que é usada para delimitar uma coisa parecida.

Ou, como eu digo sempre, “alguém já resolveu esse problema”.

Como?

No gerenciamento de projetos existe uma etapa que é a elaboração da EAP, Estrutura Analítica do Projeto.

Se você não conhece esse diagrama ainda, tudo bem. Eu explico no quadro abaixo. Se você já sabe o que é EAP, pode pular a leitura, se quiser.

Exemplo Simples de EAP para Churrasco
Figura 1 – Exemplo Simples de EAP para Churrasco

Estrutura Analítica do Projeto (Work Breakdown Structure)

De forma bastante resumida, a EAP (ou WBS, em inglês) é a representação do produto do projeto em uma estrutura de árvore. Você “quebra” o produto em várias partes, chamadas Pacotes de Trabalho, e descreve cada uma delas.

Veja um exemplo:

Imagine que o seu projeto é fazer um churrasco. Uma divisão do produto do projeto seria “Comida” e uma outra seria “Bebida”. Outra seria “Música”.

Dentro de “Comida”, você teria itens como “Carne” e “Acompanhamentos”, entre outros. Em “Música” você teria “Celular”, “Caixas de som” e “Playlist”, por exemplo.

É óbvio que um churrasco de verdade precisaria de muitos outros itens, mas veja como ficaria a representação dessa EAP parcial na figura acima.

A partir daí, você cria uma lista de tarefas necessárias para obter cada pacote:

  • Carregar o celular.
  • Verificar se a assinatura do Spotify está em dia.
  • Buscar as caixas de som na casa do Fulano.
  • Escolher as músicas.

Você deve estar perguntando…

Mas o que a EAP tem a ver com a escolha do tema do meu TCC?

É simples. Será que no projeto “Churrasco” só o item “Bebida” já é suficiente para descobrir todas as atividades necessárias para que esse pacote de trabalho seja entregue?

Se a definição do pacote for genérica demais, como “Bebida”, será que alguém vai lembrar de comprar tudo? Até o adoçante, para o pessoal que não quer açúcar na caipirinha?

Se não for, é preciso quebrar esse pacote em pacotes menores, como “Água”, “Refrigerante”, “Cerveja”…

Por outro lado, até que ponto é preciso descer na estrutura?

É razoável criar pacotes de trabalho para “Saco de lixo vermelho para reciclagem de copos plásticos” ou “Música nova do Gusttavo Lima”?

Parece que não.

Então, como é que os gerentes de projeto delimitam cada pacote de trabalho da EAP?

Usando uma regra conhecida como 8-80.

Nesse método, as atividades para gerar cada pacote de trabalho devem durar de 8 a 80 horas.

Se um pacote de trabalho leva mais de 80 horas para ser concluído, ele deve ser dividido em dois ou mais pacotes.

E se você levar menos de 8 horas para concluir todo o trabalho em um item, ele deve fazer parte de um pacote maior.

É claro que você pode adaptar esse método de acordo com a complexidade do seu projeto.

Você já entendeu como usar a EAP para encaixar as tarefas de um projeto no tempo disponível.

Agora siga os passos abaixo e use esse mesmo conceito para escolher o tema do seu TCC.

  1. Calcule o tempo máximo que você vai ter para fazer todo o trabalho, considerando quanto tempo falta para a entrega e quanto tempo você vai trabalhar no TCC por semana.
  2. A partir desse tempo máximo, estabeleça o tempo mínimo razoável.
  3. Estabeleça o percentual de tempo que você gastará em cada etapa do seu TCC.
  4. Verifique se é possível realizar cada etapa entre o prazo mínimo e o máximo para o tema escolhido.
  5. Se for, você encontrou o seu tema. Se não for, torne o tema mais específico e volte ao passo 4.

Calma, é fácil.

Veja a seguir um exemplo da aplicação desse método na delimitação do tema do TCC.

Passo 1

Suponha que você tem 3 meses para concluir o TCC e que você vai trabalhar nele 2 horas por dia, de segunda a sexta. São 10 horas por semana.

Então, em 12 semanas (3 meses), você vai trabalhar um total de 120 horas.

O gráfico a seguir mostra o número de horas trabalhadas por semana e o acumulado ao longo de 12 semanas.

Gráfico com o número de horas por semana e acumulado
Figura 2 – Gráfico com o número de horas de trabalho por semana e acumulado em 12 semanas

Passo 2

Qual é o tempo mínimo?

Por analogia, você poderia usar como tempo mínimo os mesmos 10% da regra 8-80. Nesse exemplo, seriam 12 horas.

No entanto, é provável que um trabalho produzido em tão pouco tempo terá uma qualidade muito ruim.

Por esse motivo, use 80% do tempo máximo como tempo mínimo.

A propósito, esse não é um número mágico. Ele é estimado com base no Princípio de Pareto. Mas esse eu deixo para explicar em um outro post.

Passo 3

Divida o tempo que você vai gastar para concluir o trabalho nas proporções a seguir.

  • 30% pesquisando e lendo a bibliografia.
  • 60% escrevendo o trabalho e desenvolvendo um protótipo, se necessário.
  • 10% revisando, corrigindo e preparando a apresentação.

Você pode alterar os percentuais se quiser, mas esses são bem razoáveis.

Multiplicando esses percentuais pelo número de horas máximo e mínimo, você vai obter os resultados da tabela a seguir, em valores aproximados.

EtapaPercentualTempo MáximoTempo Mínimo
Todo o trabalho100%120 horas96 horas
Pesquisa30%36 horas29 horas
Desenvolvimento60%72 horas58 horas
Revisão10%12 horas9 horas
Tabela 1 – Divisão dos tempos máximo e mínimo por etapa do TCC

Passo 4

Faça as perguntas abaixo sobre os temas que você já listou como sugestões.

Vou usar o exemplo do tema “Bancos de Dados”, com o prazo máximo de 120 horas, para ilustrar como encaixar o tema nesse tempo.

1ª tentativa: “Bancos de Dados”

  • É possível pesquisar tudo sobre Bancos de Dados (coloque seu tema aqui) em 36 horas?
  • É possível escrever tudo sobre Bancos de Dados em 72 horas?

Claro que não…

Ajuste o tema e repita esse passo. Veja como no próximo passo.

Passo 5

Enquanto a resposta for negativa, restrinja mais o tema e repita as mesmas perguntas a cada tentativa.

Dica: Faça perguntas intermediárias para direcionar a delimitação do tema.

2ª tentativa: Qual aspecto dos Bancos de Dados?

Estratégias de particionamento de tabelas de Bancos de Dados.”

Voltando ao passo 4, as respostas ainda são “Não”…

3ª tentativa: Particionar tabelas em que cenário de uso dos Bancos de Dados?

“Estratégias de particionamento de tabelas de Bancos de Dados para Data Warehouses.

4ª tentativa: Esses Data Warehouses têm alguma característica específica que demanda particionamento?

“Estratégias de particionamento de tabelas de Bancos de Dados para Data Warehouses que recebem milhões de registros por hora.

5ª tentativa: Particionar para atingir que objetivo? Melhor performance? Escalabilidade? Melhor uso do espaço de armazenamento?

“Estratégias de particionamento de tabelas de Bancos de Dados para otimizar a performance de consulta de Data Warehouses que recebem milhões de registros por hora.”

6ª tentativa: Que Banco de Dados? Há muitas diferenças técnicas entre eles.

“Estratégias de particionamento de tabelas de Bancos de Dados Oracle para otimizar a performance de consulta de Data Warehouses que recebem milhões de registros por hora.”

Quando a reposta às perguntas do passo 4 for “Sim”, você chegou a um tema específico o suficiente.

Mas lembre-se:

O tempo para desenvolver o tema escolhido não deve ser inferior ao tempo mínimo que você calculou. Se for, volte uma tentativa, porque você pensou em um tema específico demais.

Por exemplo: “Como implantar uma estratégia de particionamento de tabelas de Bancos de Dados Oracle para otimizar a performance de consulta de Data Warehouses que recebem milhões de registros por hora usando uma classe Java.”

Esse método parece um algoritmo, não é?

Agora mãos à obra.

Ajuste os prazos para o tempo que você tem. Quantos meses você tem antes de entregar o trabalho? Quantas horas por dia você vai trabalhar no TCC? Quantos dias por semana?

Adapte a tabela acima à sua realidade. Assim você consegue criar um tema específico e que se encaixe no seu prazo.

Se você entendeu esse método, mas ainda não tem uma lista de possíveis temas, continue lendo e veja mais dicas para encontrar o tema do seu TCC.

3. Fale sobre um assunto pelo qual você se interessa

Essa é uma dica que eu nem deveria incluir nessa lista, porque ela é bastante óbvia.

No entanto, resolvi reforçar esse ponto por causa das opiniões que você vai encontrar na Internet ou vai ouvir dos seus amigos quando disser que está na dúvida sobre o tema do seu TCC.

Você tem que fazer sobre Segurança da Informação.

A melhor opção é desenvolver um app Android.

Esquece desenvolvimento Web.

Foca em inovação na área de Middleware porque isso tá bombando!

Veja que esses exemplos têm opiniões pessoais fortes para te convencer a escolher ou a desistir de algum tema.

O problema é que são opiniões de outras pessoas, não suas.

Pesquisar sobre o que você gosta é uma boa maneira de concluir o trabalho no prazo e com qualidade.

Assim, sempre que você pensar em um tema ou receber uma sugestão, faça uma pergunta bem objetiva a si mesmo: “Eu gosto disso?” Se a resposta for não, risque da lista.

E se o TCC for em grupo, escolha um tema com o qual todos concordam.

A última coisa que você precisa é de alguém reclamando o tempo todo ou abandonando o trabalho no meio porque vai mudar de grupo.

4. Use um tema que você aprendeu durante o curso

Não caia na tentação de escolher um tema que você não estudou a fundo na faculdade.

Você pode até achar que essa seria uma maneira ótima de “aprender uma coisa nova”, mas não é.

Por exemplo, se você estudou Programação Orientada a Objetos com Java durante o curso e o seu trabalho for sobre algum aspecto de POO, use Java.

Se você inventar de usar C++, o cálculo do tempo máximo para realizar o seu trabalho vai por água abaixo.

Por quê?

Porque você está incluindo uma etapa a mais no trabalho, que é aprender uma linguagem de programação nova, antes de começar o trabalho de verdade.

Pior ainda, essa nova etapa vai tomar mais tempo do que todas as outras juntas!

Não se sinta culpado e achando que tem que inovar em tudo, até no assunto do seu trabalho. Ninguém é obrigado a apresentar um trabalho sobre um assunto que não estudou.

Pode ter certeza de que a banca do seu TCC vai avaliar se o seu trabalho tem elementos que você aprendeu durante o curso.

Portanto, não fale sobre um tema que você quer aprender. Tenha foco e deixe para aprender uma coisa nova quando tiver terminado o TCC.

5. Escolha um tema fácil de apresentar

Essa é a dica que eu gostaria que tivessem me dado muito tempo atrás…

Durante muitos anos eu trabalhei na área de TI de empresas de telecomunicações.

Em uma dessas empresas, eu era responsável pela integração de plataformas para envio de mensagens de texto para celulares, as mensagens SMS. Isso era o avô do WhatsApp…

Como era um assunto que eu gostava e dominava, achei que seria uma boa ideia para um trabalho da faculdade.

Fiz um sistema que simulava a conexão entre a plataforma de mensagens da operadora e os sistemas de uma empresa. Coloquei esse sistema para rodar no meu notebook, conectado a um telefone celular.

As mensagens que o telefone recebia eram repassadas ao sistema, que podia disparar uma funcionalidade diferente baseada no texto da mensagem.

Para facilitar, criei apenas uma funcionalidade: exibir o texto da mensagem na tela do computador, que seria projetada durante a apresentação.

Cheguei uma hora antes para preparar o ambiente.

Além do projetor, para o Power Point, eu precisei me certificar de que o notebook estava funcionando e de que o sistema estava rodando.

Verifiquei se o celular estava conectado, se tinha sinal, bateria, créditos suficientes…

Eram muitos possíveis pontos de falha.

Depois de algum tempo, tudo estava funcionando.

Apresentei os slides falando da conexão, das possibilidades que essa tecnologia oferecia e dos desafios para montar aquela configuração.

Foi aí que eu compliquei a apresentação.

Pedi às pessoas que enviassem mensagens dos seus telefones para o número que estava escrito na tela.

E o resultado foi que ninguém enviou…

Eu já tinha feito apresentações iguais em auditórios, onde as pessoas se divertiam enviando mensagens simples para escolher o almoço.

No entanto, ali ninguém parecia interessado.

E então eu percebi qual era o problema…

A apresentação era muito complexa.

Eu queria demonstrar quais seriam os possíveis usos daquela tecnologia, mas também precisava explicar como o sistema funcionava internamente.

Ainda tinha o telefone, emulando uma plataforma muito maior e mais complexa, que era desconhecida por todo mundo. Essa era uma extrapolação difícil de transmitir em meia dúzia de slides.

Eram muitos elementos para uma audiência que nunca tinha tido contato com aquela tecnologia.

Você entende onde eu quero chegar, não é?

Escolha um tema que não transforme a sua apresentação em um show pirotécnico.

Explore o assunto nos próprios slides, com texto e gráficos simples.

Caso o seu trabalho inclua o desenvolvimento de um sistema, verifique com seu orientador se você é obrigado a demonstrar esse sistema funcionando.

Se não for obrigatório, demonstre as entradas e saídas mais complexas do sistema em tabelas e fluxos desenhados nos slides. Mostre apenas as telas do sistema e o funcionamento dos casos de uso mais simples.

Ou então faça testes automatizados que possam ser rodados na hora. Execute esses testes duas vezes antes da apresentação, só para ter certeza.

E o mais importante, evite apresentar seu trabalho sobre um tema que dependa de interação com o público que estiver assistindo.

6. Faça do seu tema um case de sucesso pessoal

Essa dica pode te ajudar a escolher o tema do seu TCC e a conseguir um emprego!

Uma vez, durante uma entrevista para uma vaga de programador Jr. eu pedi ao candidato que falasse sobre um caso de sucesso da carreira dele.

Para minha surpresa, ele falou sobre um software experimental que ele desenvolveu durante o TCC e que levou para a empresa onde trabalhava.

Dava para ver o brilho nos olhos dele enquanto contava qual era o problema real que ele queria resolver e como a solução funcionava.

O software era muito simples, mas ele conseguiu mostrar a motivação concreta por trás da solução e como aquele interesse por resolver problemas influenciou a carreira dele.

Naquele momento eu pensei em quantas pessoas eu conhecia que falavam sobre o TCC depois de alguns anos sem depreciar o próprio trabalho.

Na verdade, eu tenho a impressão de que as pessoas nem ligam muito para resolver problemas no TCC. Quando alguém quer estudar um problema complexo, acaba partindo para um mestrado ou doutorado.

Mas isso funcionou para esse programador Jr. e pode funcionar para você também.

Se você conhecer algum problema simples que pode ser resolvido com a tecnologia, use a solução como tema do seu trabalho, ainda que ela seja parcial.

Fale sobre algo do seu emprego atual, caso esteja trabalhando, ou proponha uma forma de aplicar a tecnologia a outra área de conhecimento.

Por exemplo, se é difícil para os Cientistas de Dados conseguirem dados de qualidade, imagine como é para os pesquisadores de áreas como Medicina e Biologia.

Com esse problema em mente, é possível pensar em um maneira de capacitar essas pessoas para obterem e limparem os dados para suas pesquisas, sem terem que se tornar programadores profissionais?

Vá por esse caminho, se você enxergar a possibilidade de um tema multidisciplinar e estiver confortável com isso.

Pode apostar que se o seu tema mostrar como a tecnologia pode melhorar a vida das pessoas ou os processos de trabalho de uma empresa, você tem uma grande chance de sucesso.

De brinde, você vai ganhar uma bela história para contar.

7. Faça uma lista de temas

Mantenha um registro dos temas que você considera usar e dos que você já avaliou. Estabeleça um limite máximo de temas que você vai colocar na lista antes de começar a reduzir as opções.

Por exemplo, quando sua lista alcançar 10, 15 ou 20 temas, comece a cortar alguns e evite acrescentar novos temas depois disso.

Cada vez que você riscar um tema da sua lista, faça uma anotação para explicar por que desistiu daquele tema.

Dessa forma você evita perder tempo considerando outra vez temas que já estavam descartados.

Vá reduzindo a lista de acordo com seu interesse em cada assunto, até que sobrem só três temas.

Assim você conseguirá pesquisar um pouco sobre cada um deles antes de decidir.

Quando chegar a esse ponto, discuta a lista com o seu orientador. Você já vai chegar sabendo as possibilidades que podem ser exploradas em cada tema.

Mas não espere que ele te dê uma resposta pronta sobre qual tema usar. Avalie as opções que restaram e tome a sua decisão.

Conclusão

A escolha do tema do TCC parece ser uma decisão difícil, mas usando os critérios objetivos desse post, você vai vencer essa etapa de forma muito fácil.

Resumindo, escolha um tema específico, que você tenha aprendido durante o curso, que seja do seu interesse e que seja possível desenvolver no tempo que você tem disponível.

Mantenha tudo anotado e conte com o seu orientador. Ele está ali para te ajudar.

E uma última dica muito importante: Seja lá o que aconteça, não mude de tema no meio do trabalho!

O que você achou dessas dicas? Facilitaram a escolha do tema? Qual é a sua principal dificuldade na hora de escolher o tema do TCC?

Escreva o que você achou aqui nos comentários e compartilhe esse post com outras pessoas que estão com a mesma dificuldade!

E não esqueça de dizer como eu posso melhorar esse post!

Guilherme Brügger D Amato - Audiência Pública na Comissão Senado do Futuro

Guilherme Brügger D’Amato é servidor concursado de TI na Câmara dos Deputados, onde ocupou o cargo de Diretor de Informática entre 2015 e 2016. Com mais de 25 anos de experiência como programador e executivo de TI, já desenvolveu sites e sistemas usados por dezenas de milhões de pessoas. Conecte-se com ele no LinkedIn.

Deixe um comentário